A conexão mente-corpo: O ponto de partida para atingir resultados!

20 Setembro, 2018
20 Setembro, 2018 Esther Liska

A Beleza vai mais além da superfície da Pele

Ao transformarmos a imagem de uma pessoa, transformamos também o seu interior.

No livro “New Faces – New Futures” do cirurgião plástico Maxwell Maltz encontramos uma referência bastante útil para entender como funciona o processo da criação da nossa autoimagem. Ponto de partida para a criação da nossa Marca Pessoal.

O Dr. Maltz registou as mudanças psicológicas que os seus pacientes experienciaram após a cirurgia plástica, e os resultados foram os seguintes:

  • Alguns pacientes não manifestaram nenhuma mudança.
  • Na maioria dos casos, um individuo que possuía um rosto extraordinariamente “feio” ou com uma característica impressionante que tinha sido corrigida, experimentou quase imediatamente (em média, 21 dias após da operação) um aumento considerável da auto-estima e a autoconfiança.
  • Em alguns casos, no entanto, o paciente continuou a sentir-se inadaptado e com sentimentos de inferioridade, sentindo-se e agindo como se ainda tivessem um rosto “feio”.

O Rosto da Personalidade

É como se a personalidade tivesse um “rosto”.  Tudo indicava que a intangível “face da personalidade” constituía a verdadeira chave das mudanças da personalidade.

Se esse rosto continuasse deformado, “feio” ou inferior, a pessoa continuava a agir da mesma maneira apesar das mudanças operadas na sua aparência física.

Ao reconstruir esse “rosto da personalidade”, a pessoa por si só experienciava uma mudança sem o auxílio da cirurgia plástica.

Ao começar a explorar mais este terreno, o Dr. Maltz encontrou mais e mais fenómenos que confirmam o facto de a autoimagem – o conceito mental e espiritual que o individuo tem de si  mesmo – constituí a verdadeira chave da personalidade e da conduta.

Princípios básicos:

  • A autoimagem é a chave da personalidade e da conduta humana. Ao mudar a sua autoimagem, transformará também a sua personalidade e conduta.
  • A autoimagem determina e fixa as fronteiras da capacidade individual. Define ao indivíduo o que este pode e não pode fazer.
  • Amplie a sua autoimagem e ampliará a zona do possível.
  • A formação de uma autoimagem realista e adequada resultará no desenvolvimento de novas capacidades e novos talentos.

A psicologia da autoimagem explica muitos fenómenos, que apesar de serem conhecidos há muito tempo, não tinham sido comprovados. Por exemplo, hoje em dia existe evidência clínica irrefutável no campo da psicologia de que existem “personalidades do tipo extremamente feliz” e “personalidades do tipo extremamente desgraçado”, “personalidades do tipo vencedor” e “personalidades do tipo fracassado”, “personalidades que tendem à saúde” e “personalidades que tendem à doença”.

A formação de uma autoimagem adequada é um processo que deve ser continuo durante toda a vida.

A AUTOIMAGEM

A autoimagem representa o conceito do ‘tipo de pessoa que eu sou’. É criada com base nas crenças que temos sobre nós próprios.

A maioria destas crenças foram formadas de forma inconsciente, com base nas nossas experiências passadas, nos nossos êxitos e fracassos e no modo como as outras pessoas reagem perante nós, especialmente durante a nossa infância.

Com tudo isto, formamos mentalmente um “ser” (ou o quadro representativo dum ser). Uma vez que certa crença ou ideia sobre nós próprios entra neste quadro, converte-se numa “verdade”, de tal maneira que chega a convencer-nos pessoalmente.

Se a nossa imagem é baseada em crenças e as crenças podem ser modificadas, então a nossa imagem pode ser modificada.

Temos aqui dois importantes pontos de partida para obter os resultados que ambicionamos:

  1. Todos os nossos atos, sentimentos e condutas, assim como as nossas capacidades, estão contidos na nossa autoimagem; e
  2. A autoimagem pode ser modificada.

 

Concorda?

Partilhe as suas reflexões nos comentários, e não se esqueça de partilhar o artigo nas redes sociais!

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *